remedio

O passageiro que precisa levar medicamentos para o exterior ou adquiri-los para seu consumo, em decorrência de doença crônica ou tratamento que não pode ser interrompido, deve se informar sobre armazenagem, quantidade, necessidade de receitas e cuidados de conservação diretamente com a companhia aérea na qual estará viajando.

O ideal é que leve os próprios remédios na quantidade que considerar suficiente para todo o período em que estiver fora do país, uma vez que costuma ser difícil comprá-los sem receita médica no exterior.

Leve todos os medicamentos em embalagens originais e acessíveis em sua bagagem de mão, para que possam ser tomados sempre que necessitar e de forma rápida. Afinal, suas malas despachadas poderão levar algum tempo até chegar à sua cabine – se for navio – ou à esteira do aeroporto, em caso de viagem aérea.